sábado, 10 de agosto de 2013

Phalanx



Espera aí... Que que é isso?! Um velho caipira tocando banjo, uma navinha no fundo, um texto falando de "tiroteio hiper-rápido no espaço" e ainda por cima é jogo do SNES?! Deve ser algum tipo de Harvest Moon no espaço, com o velhinho atirando em aliens malvados que querem devorar a plantação de nabos marcianos enquanto toca seu banjinho... Ou não...

Phalanx é o seu típico jogo shooter no espaço sideral no qual o jogador exerce o papel de um piloto chamando Wink Baulfield que é enviado para investigar um sinal de socorro enviado de um planeta que era foco de pesquisas, o motivo disso não é novidade: ataque alienígena. Portanto a capa que temos aqui é apenas uma brincadeira que tentou chamar a atenção das pessoas e causar curiosidade o suficiente para que comprassem o jogo.


Isso é Phalanx, o típico shooter em que vai atirando nas naves, alienígenas, etc., vai pegando os upgrades no caminho e depois enfrenta um chefe grandão no final de cada fase. Esse jogo é divido em 8 fases que não são nem longas, nem curtas, proporcionando uma diversão simples e sem enrolações. A navezinha possui 3 barras de energia que podem ser restauradas com os upgrades "P", além das diversas armas como lasers, mísseis, etc. que podem auxiliar na matança dos aliens.

Os gráficos são bons, mas nada incrível, apenas combina com o estilo do jogo. A música também é a mesma coisa, não possui diferencial nenhum. O lado bom é que esse jogo mede bem os níveis de dificuldade, segue a risca a configuração do jogador. E ainda nesse assunto, há um nível de dificuldade chamado "Funny" (engraçado), aonde o jogo arranca a sua pele sem dó, um presentinho sádico dos criadores.

Bem, Phalanx é uma "experiência" legal. Genérico? Podemos dizer que sim, mas é bem feito e pode ser bem divertido para quem gosta desse tipo de jogo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário