sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Looney Tunes B-Ball



Não é tão desconhecido assim, mas vamos falar de Looney Tunes B-Ball. É um jogo de basquete com os personagens doidões da Warner Bros se enfrentando em partidas malucas e totalmente sem noção. Por incrível que pareça, esse jogo foi lançado no começo de 95, quase dois anos antes de estrear Space Jam: O Jogo do Século em novembro de 96. Isso me faz pensar se esse jogo em especial teve ou não influência nessa grande produção cinematográfica. A desenvolvedora é a finada Sculptured Software, empresa que também teve dedo nos três Mortal Kombats e Doom, enquanto a Warner e a Sunsoft distribuiram o jogo.


As regras do jogo seguem todo aquele básico que já se aprende em qualquer outro videogame do gênero, quase todos os comandos também, sendo a diferença os movimentos especiais malucões característicos dos personagens. Arremessar com foguetes, atirando na bola, chutando, atrapalhar os adversários jogando tortas na cara, se vestindo de mulher, entre vários outros. Os times são formados por duplas nas quais podem selecionar dois dos seguintes personagens: Pernalonga, Patolino, Hortelino, Eufrazino, Frajola, Coyote, Taz e Marvin.


Os gráficos são detalhados e coloridos, a música segue aquele tema estereotipado de hip hop no basquete, mas não é nada ruim. No menu inicial é possível alterar as configurações básicas, aumentar/diminuir a dificuldade e também o nível de "maluquice" na partida. Com um amigo, o sistema simples de multiplayer possibilita diversão garantida com a variedade de personagens, habilidades malucas e modalidades de jogadores na quadra.


Até que Looney Tunes B-Ball se diferencia dos típicos jogos esportivos explorados por franquias nada a ver, porque conseguiu criar um jogo divertido em que não há problemas com o controle e que balanceia muito bem a dificuldade escolhida, sem falar nas já citadas habilidades malucas que quebram um pouco as regras básicas de basquete nos videogames de maneira "engraçada" e dentro dos padrões de jogabilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário