sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Ninja Baseball Batman



Nirunjaaaaa Beisoboru Battoman-san é mais um desses jogos niponguenses doidos feito pela Irem que estrela robôs ninjas jogadores de baseball que atravessam os Estados Desunidos da Murica para recuperar artefatos de ouro do baseball roubados por uma organização cheia de robôs e bichos bizarros.


Apesar de seguir o básico dos demais beat 'em up (sete fases, itens de cura e armas, etc), o jogo é bem mais tematizado em comparação com outros da época, representando de maneira exagerada em cada cidade/estado famoso da América cenários e inimigos condizentes com seus estereótipos (isso ainda casado com o tema principal de baseball). Exemplos disso seria a primeira fase, Seattle, que se passa em um avião, Las Vegas que leva a temática de cassino, Chicago com gangsters e por aí vai. Até os chefes seguem isso a risca, com direito a um avião robô e um gangster shitsu descarregando uma 12 em você. Quanto mais vão tomando porrada, eles vão perdendo partes do corpo ou da vestimenta.



O jogo não tem dó de quem vai jogar, pois enche a tela de gambés que vão te atacando de tudo quanto é lado, valendo mais a pena quando você está com uma galera, porém não quer dizer que vai sobreviver fácil com uma só ficha até o fim, ainda mais que só tem duas vidas para manter. Fora isso, há várias combinações para ativar habilidades que cada um dos ninjas podem utilizar individualmente ao ficar socando os botões e girando o direcional para tudo quanto é lado para ver no que vai dar. Sobre os ninjas, o vermelho é equilibrado, o verde é rápido e fraco, o laranja é fortão e lento, o azul tem a maior variedade de golpes e alcance maior.


O que me deixa doido, me deixa maluco com essa trambuzana é a trilha escrota que tem, é 99,9% batida insossa, estralos e arranhos, até parece que o headphone de 1,99 e o PC vagabundo da pior marca possível está dando defeito e causando a nota marrom, te dando vontade de cagar involuntariamente de tão horrível que é a cacofonia dessa bagaça.

Apesar desse viés, é um jogo de porradaria de respeito, vale a pena comprar a placa no mercado negro, jogar no boteco da esquina, baixar, seja lá de que forma vai experimentar o esquema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário