sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Shantae


Para os pilantras desmamados com garapa que acharam que a Cucamonga morreu, é bom saber que o melhor blog de jogos de todo o Brasil, visto por todos os países do mundo, de caráter íntegro e disposto a desmascarar todas as baboseiras dos saudosistas e brocoiós da geração atual está de volta para fazer justiça. Para quem sempre teve fé na grande nação Cucamonguística, um beijo na alma.


E nada melhor que voltar falando dessa BOOOOOOOOSSSSSSTAAAAAAAAAAAAA que é essa tal Xantái, Shantae, seja lá o que for. Em primeiro lugar, acho incrível que um joguete desses esteja por aí com um bando de sopradores de fita, gateiros de tevê a cabo, gastando dinheiros naqueles quiquistartis da vida, dando boi para que esses estúdios terceirizados, afirmando terem “nenhuma” grana no bolso, ficarem na mamata, até mesmo as grandes empresas que levam os joguinhos “alternativos” aos consolinhos e portáteizinhos ficam felizes por não precisarem gastar nada pedindo para fazerem algum jogo, o povão paga para fazerem e ainda vão ter que pagar depois para poder jogar, é uma pilantraiada.

Mas o problema mesmo aqui não é exatamente esse, o que me deixa com o saco na garganta é jogar o tal gueime, ver o pessoal falando que é um jogo lendário, merece a mesada, o dinheiro do lanche no "quéquêstarti", ser o tal “metróididavânia”, e me deparar com um Uário Lando movido a peido. SIM, INTERNET DO MEU SACO, É MOVIDO A PEEEEEEEEEEIIIIIIDDDDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!! Para começo de conversa, uma trilha daquela que parte é peido, parte é batida tremedeira de nota musical tentando simular música árabe e parte sendo no mínimo “ouvível”, é de sair correndo direto pra patente e mandar um fax de tão contagioso que é ouvir a quantidade de pum:




E daí temos os controles que tem mais maleabilidade que um bêbado safado tentando fazer um quatro na batida da polícia. Ainda mais... AINDA MAIS!!!!!!!!!! BOTAM A DESGRAÇA DO BOTÃO DE CORRIDA NO BOTÃO DE ATAQUE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! AHHHHHHHHHHHHHHH, MEU SACO!!!! É DE SE ENVERGONHAR!!!!!!!!!!!!! COM TANTO BOTÃO QUE ESSES JEGUES PODERIAM BOTAR A BAGAÇA DO BOTÃO DE CORRER, BOTAM NO BOTÃO DE ATAQUE, É UMA BARBARIDADE!!!!!!!!!!!!!


E essa muzunga não é esse tal “mestróidisvânias” que vocês falam, é um Wario Land bem do malandrão, já que tem muita fase corrida e nas cidadezinhas tem como escolher para onde vai e onde entrar. Apesar ainda da pendenga do Wario Land ser espirrado de Monster World e a Chuntaí aí ter sido escarrada descaradamente do Monster World IV especificamente, vamos só comparar B.O da Nintendo por Nintendo; Apenas para quebrar esse onanismo escroto de espera por "métrolhavânias" em todos os jogos de portáteis nintendistas e o pouco tempo de lançamento que teve entre o Wario Land IV e o juguete aqui falado na época...



Enfim, a comparação com a "fusão de Alien com Drácula" só chega na parte de juntar habilidades, se bem que isso tem também no Wario Land. Sem falar que todo o tema carnavalesco do jogo tá mais para o Uário do que o Mé Tróidi, até a vilã picareta, salafrária, vagabunda é uma pirata, igual a vilã do Wario no Wario Land II, qualquer semelhança é mera coincidência, não? Mais uma coisa, parece que esse cramulhão foi mal programado, porque tem muitas vezes aonde inimigos saem bem aonde você está, assim perdendo energia sem querer querendo e, uma vez que vai pegando as transformações, o jogo vai ficando mais fácil que meter pau no governo, até os meliantes dos chefes são ridículos.


A única coisa, para não falarem que sou malvado, boa desse joguinho são os gráficos e as habilidades de virar bichos quando ela dança. Lembrando que esse joguinho é de 2002, quando o GBA já operava e os estúdios já estavam se adaptando ao novo sistema, então os criadores provavelmente já tinham conhecimento de puxar a capacidade máxima do GBC, o que nos anos e jogos passados nunca foi aproveitado direito. E das habilidades, só parece bom pela diversidade de bichos que pode virar. O único joguinho extra que meu interessou foi à corrida com uma  punk zumbi subversiva aí, o resto não é grande coisa, ainda mais o joguinho de dança.



Eu... EU!!!!!! Se fosse para dar uma nota de 1 até 10, daria 6 pelos motivos que dei acima, é um jogo decente, mas se encontra coisa melhor por aí, até mesmo dentro do GBC. Dizem que vale bastante grana porque foi lançado só na Gringolândia da América, que é uma raridade do universo dos jogos e etc. Pois digo que entre manter essa bagaça para fazer inveja nos moleques da rua ou vender por uma grana, eu venderia e ainda usaria o dinheiro para comprar um mês inteiro de bolovo. Se gostou, gostou, se não gostou, leva pra casa. Fiquem ligados nas próximas análises.

Nenhum comentário:

Postar um comentário