domingo, 16 de agosto de 2015

Treasure of Usas a.k.a. Usas



Um gringo arma com um nativo ganancioso sabido das artes marciais de entrarem em várias localidades antigas, correspondentes à antiga "rota da seda", fazendo a limpa nas 4 gemas preciosas trancafiadas nos seus respectivos santuários, abertos quando forem coletadas 4 chaves de seus templos guardados por cíclicos chefes. Deve escolher entre o ladrão de tumba pistoleiro bom de pulo ou seu Sexta-feira esguio de golpes mais poderosos somente danosos perto do alvo. 

Na tal catacumba, é necessário catar o item "emocional" certo para entrar na porta do chefe. Este item muda sua velocidade, pode dar-lhe pulo duplo, levitação temporária, maior força as vezes contrapondo sua necessidade de empurrar um bloco com o estado de espírito incompatível. O bom é saber que a ordem das portas não embaralhará tais emoções alinhadas de modo certo no cabeçalho da tela. Sempre será cantoria (fogo), raiva (monstro comedor de pedra), felicidade (lagartixa chorona) e tristeza (ogro arremessador de blocos). 

O filho da América usa bala de grosso calibre, bolinhas de chumbo, napalm e tiro triplo, o guri gook já ataca nos chutes, projetando uma aura sua ou dá cambalhotas controláveis no pulo. O sistema lhe garante coletar moedas de valores variados, as mais valiosas lhe exigirão maior perícia do contrário a morte lhe será iminente, elas permitem investir na recuperação do HP, melhora na velocidade e no pulo, essas duas últimas atribuições encarecem a cada estrelinha marcada. Sempre jogo com o brigão por ter a melhor agilidade, dano e mesmo sua baixa estatura o faz escapar de raspão de certas coisas tangíveis ao outro comparsa, inclusive é quase obrigatório nos ídolos da quinta porta. A cada ruína terão um ideograma extra para ser acertado enquanto esquiva daquilo evocado pela estátua, por isso todas as atribuição acima ditas do lutador serão mais do que necessárias. 


Se um perecer na fase, será sequestrado e o desbravador restante precisará limpar o ato pra torná-lo jogável de novo sem as melhorias compradas. Perdendo os dois personagens é game over. Num jogo contendo 5 mundos logo com o primeiro exigindo boa técnica do jogador pode causar certa depressão. Pra contornar isso, você pode apertar ctrl na tela inicial e digitar o password repassado quando se finaliza um mundo.  Os nomes eu não repassarei por Usas ser bem possível de superá-lo. Tendo a paciência de aprender com o jogo seus truques e o timing dos inimigos o zeramento estará à caminho.

Usas teve versão japonesa e européia, o final japonês é o mais distópico: na hora que a dupla conquista as 4 pedras sagradas ativam um explosão oriunda de uma tecnologia ancestral. Tem uma equipe adaptando a versão original pro ocidente mas é naquela lesmice. Outra putaria é porque a comunidade de jogos, principalmente aquelas facções filiadas ao Romhacking, porque não os grupelhos entusiastas do MSX, não facilita pras pessoas. Passam sim o tutorial, mas as ferramentas e detalhes soam dificultosos resolver se você não é familiarizado. Não estou falando de um conhecimento básico para emulação mas sobre essa panelinha desdenhar quem quer apenas rodar os games, tendo mais coisas pra fazer do que torrar um tempo frustrante em aprender a linguagem do referido computador e suas instruções dinossáuricas para modificar as coisas. 


É um povo bastante egoísta. Aquele teu velho professor de física que se acha um Papa Doc por poder espinafrar aqueles dependentes da sua matéria mas pouco importando para o uso daquilo, embora ele diga sobre ela estar presente do cotidiano à usina que fornece energia pra sua cidade. É claro, seu filho da puta que a física ou uma linguagem de computação por mais velhona que possa ser, terá aplicação, mas é tão útil quanto aprender esperanto num mundo cobrando tempo dos outros. 


Essa corja de rom hacking tem medo de ser presa pela DMCA ou qualquer porra do tipo, é como se vendessem narguilé com as cores da Etiópia e até uns chaveiros com folha de maconha e terem medo de alguma repressão por conta da polícia intolerante. Se vocês tradutores ou romhackers temem alguma implicação de infração a propriedade privada, qual a necessidade de cutucarem esse hipotético vespeiro? Uma merda, por sorte Usas tem em inglês e mesmo sua edição original é possível ser jogada por ser uma plataforma tradicional. 

Joguem, segue a premissa das velharias de aventura mais estruturado por exigir a exploração para a sua conclusão, músicas da Kinuyo Yamashita, a mesma compositora de Castlevania e nunca saído do MSX2. Eu não vou pagar um puto na Steam pra jogar um clone disso, mesmo os japs repetem sua fórmula nuns doujins. Esse é o original, curtam, desprezem, façam o seu melhor!


Um comentário:

  1. Achei muito legal esse sistema de ter que salvar o outro se ele for pego. Me lembrou um pouco Gain Ground, porém em menor escala.

    ResponderExcluir