quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Ax Battler: A Legend of Golden Axe



Mais outro spinoff do “Golden Axe”, enquanto “Golden Axe Warrior” de Master System imitava o primeiro “Zelda”, este copia o II. A visão nas cidades é plágio direto do “Dragon Quest”. Nem vejo razão nisso, a linearidade poderia ser resumida numa única tela de opções, pois quase não há interação nos vilarejos. Três NPCs falando asnices: Um Pai Mei te mandando enfrentar um inimigo para conquistar habilidades novas, algum personagem chave e uma coelhinha balconista divulgando o password, (cairia à mão pôr bateria no jogo? Putaquipariu). 

Saindo da cidade, seu peão trilha mapas óbvios e a cada maldito passo surge uma batalha sidescroll contra algum bárbaro pertencente ao elenco original de Golden Axe. Qualquer dano sofrido, você acaba terminando a luta, por isso o ideal é não bobear. 


A gaita não existe após matar o pessoal, no lugar há pontos mágicos acumulativos para mandar uma magia ou então torrar inutilmente nas pousadas, já que o Ax morre e permanece na última cidade. Nos pontos chave do jogo acontecem jogatina tradicional 2D (Zelda II?). Nessas áreas nenhum inimigo clássico da série vem, a não serem os genéricos escorpiões, cobras, peixes, aranhas gigantes. A simplicidade tem suas serventias, visto o controle deteriorado do personagem, a espada nunca é rápida ou funciona. 


Do nada os bichos partem pra cima, quando vê tá mortinho da silva, obrigado a rejogar trocentas vezes. O controle é mais sacana que Zelda II, vai gastar várias e várias pilhas tentando atravessar cada área, por sorte é um game curto. Ideia torpe tentarem emplacar o personagem mais chato de Golden Axe. O anão era mais carismático, pelo menos parecia um motociclista ou então tascavam aquela amazona sarada. É um jogo muito ruim? Nem é, mas entre tantos jogos mais legais esse é bem apagado e peca pela simplicidade/preguiça em deixá-lo melhor. Jogue por conta própria e risco.

*outra prestação de serviço do finado site "Time Over".

Nenhum comentário:

Postar um comentário