terça-feira, 19 de novembro de 2013

Ganbare Neo Poke-Kun



Criação japonesa viajada no bong e feita especialmente para o Neo Geo Pocket Color, sucessor do portátil de mesmo nome base e inspiração para que a Ñintendo pudesse plagiar adotar no Gameboy Advance o formato dos cartuchos menores que se tornaram padrões para criações posteriores (e nego achando que tudo saído da "Grande Ñ" é original)...


A ideia dessa maluquice é que o jogador está encarregado de manter sempre feliz o boneco alienígena chamado Poke-kun, cujo trabalho é ser um programador de jogos naquele pique dos joguinhos WarioWare (eita, Nintendo, como você é genial). Essa criatura (que deve ser uma auto-sátira dos programadores japoneses) vive em um cubículo desorganizado cheio de tralhas e revistas pornô, cuidando de seu próprio nariz esperando ter algum tipo de inspiração (o que podia conseguir virando uma garrafa de vodka goela abaixo e puxando um fumo dos bons).


O que se deve fazer é o seguinte: apertar os botões em específico (o direcional e o botão A) para fazer com que vários eventos ocorram, todos eles de caráter bizarro que podem agradar ou não Poke-kun. Vão desde coisas simples como acender e apagar a luz, passando por momentos mais bizarros como um velho bêbado ou um cara pelado com pêlos de nariz gigantes entrando no cubículo, até chegar em doideiras como ver algum tipo de micróbio entrar e se multiplicar, um homossexual de terno branco bulinando Poke-kun e até mesmo algum desastre natural acontecer e mandar a casinha dele pra baixo. Tudo retorna ao normal, mas ele fica puto quando isso acontece.


Quando ele está feliz o bastante (o que não é mostrado ao jogador, precisando esperar acontecer para saber), Poke-kun se sente inspirado e sai de casa para trabalhar no jogo que pretende disponibilizar ao jogador. São ao total 30 mini-games dividos em 6 categorias, praticamente a maioria parodiando jogos reais como Pong, Shinobi, Dig Dug, até mesmo Dragon Quest e King of Fighters.

Porém, como dito acima, tudo isso exige que o jogador faça acontecer os vários eventos que deixem Poke-kun feliz, o que pode ser bem difícil, já que há os vários momentos irritantes que ocorrem a ele, além de que dependendo do horário na vida real (pois o NGPC tem um relógio interno), os eventos podem ser diferentes. Sem falar que o próprio Poke-kun pode estar dormindo se o relógio estiver marcando o horário da noite e vagabundando na jogatina ou trabalhando à tarde, mas isso em específico nada impede que ocorra os tais eventos. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário