domingo, 8 de dezembro de 2013

The First Funky Fighter



Jogo do tipo whack-a-mole (o joguinho de bater nas toupeiras) feito pela Taito em 1993 estreando um loiro bombadão estilo Hokuto no Ken tentando salvar a sua namoradinha de crocodilos gigantes (?!) e tubarões assassinos (?!?!).



O modo história está dividido em quatro fases, duas para lutar contra os crocodilos mutantes bípedes homicidas e outras duas com os tubarões malucos, todas elas se alternando. São utilizado seis botões que representam cada parte da tela, com os bichos malucos aparecendo nelas e tentando te atacar. As vezes aparecem barris ou caixas explosivas que mandam os inimigos que estão na tela pros ares.



O pessoal da Taito deve ter arranjado um ópio dubom, porque foram bem viajados nos inimigos, pois além dos crocodilos e tubarões tradicionais, há também estrelas marinhas malignas, canibais, caveiras voadoras, peixes e crocodilas que parecem aquelas vadias de Roger Rabbit e Cool World, entre outras bizarrices. No meio de cada tela, aparece um sub-chefe no qual deve derrotar com um certo número de socos (ou facadas se estiver nas telas do tubarão), senão ele te mata com um golpe e terá que desembolsar um continue. Pelo menos foram benevolentes em deixar o capangão ainda estourado de porrada no momento em que o boneco morreu.



E como podem ver, esse jogo tem culhões do tamanho de botijões de gás, pois é totalmente comum ver sangrera exagerada e os inimigos ficando com marcas de porrada ou cortes, sendo o ponto mais alto dessa festa a morte dos tubarões, aonde o Randy (o nome do anabolizado maluco) parte o peixão ao meio só com as mãos.



Além disso, tem os bônus entre duas telas que se resumem praticamente a quebrar as telhas concentrando a sua força e o modo 2P, no qual é uma competição de quem mata mais, escolhendo o bicho e a dificuldade que irão enfrentar.



Esse jogo é mais socar os botões rapidamente do que qualquer outra coisa, e nem é difícil de fechar não, se gastar umas cinco fichas, é muito. Os únicos momentos em que poderá morrer é quando não consegue completar o número de pancadaria necessário para matar os sub e os chefes, mas nada que um pouco de prática não resolva. Se for considerar só pelo padrão doideira, recebe o Selo Cucamonga de Aprovação facilmente.

Um comentário:

  1. Doc. Eu adorei este jogo. Provavelmente vou fazer um post dele em breve. Valeu pela dica.

    ResponderExcluir