sábado, 13 de fevereiro de 2016

Toy Fighter a.k.a. Waffupu



Jogo de luta 3D da Sega pra placa de arcade Naomi, um tanto singular ainda que grude bem nos princípios de Virtua Fighter, ele sairia para o Dreamcast, mas o port foi cancelado. O mote resume-se em brinquedos trocando pancadas nos mundos lúdicos originários das marcas dos bonecos, como se fossem reclames de tevê ou até num quarto de crianças tipo o do Andy no Toy Story. Os lutadores seguem ideias pensáveis para esse tipo de universo com uma figura de ação, um samurai dragão, uma boneca popstar ou mesmo um coelho de pelúcia movido à chave tocador de pratos sem contar os demais, caem nos princípios básicos quanto a força, agilidade e quem comba mais.


São 3 os comandos importantes para executar os golpes: Soco, Chute e o de esquiva ("D" de "duck"? Será mesmo dessa expressão?) apertando  cima ou baixo junto. De recursos diferenciados temos 3 pontos chave: O primeiro é o fatal executando D (a tal esquiva) + P (soco) + K (chute), sendo necessária a barra cheia, possível de contra ataque. Depois temos a capacidade para tomar impulsos/gerar saltos nas bordas do ringue ou paralisar o oponente agitando as divisórias. Por último os agarramentos permissíveis de escapar dando uns tabefes ou então revidando a agarrada apertando P + K antes que o marcador  ultrapasse a barra azul (certas horas muito rápidas pro feito).


Não obstante tudo isso, temos um fator decisivo nos combates, as tais pontuações! A barra de vida aqui é efêmera, o que conta mesmo são os cinco corações logo abaixo dela. De acordo com a finalização, ela tirará mais corações do que outras. Na porrada come 1 coração. Suplex vale 2 e o especial quando tiver êxito, remove 3 pontos!  Será necessário conhecer bem seus golpes e o jeito certo de combiná-los se quiser chegar longe. Como em nenhum canto da Terra mostra um FAQ sequer do jogo, o serviço de Inteligência da Nação Cucamonga revela as técnicas todas!


Aproveitem o jogo! Muito criativo e talvez menos ridículo que o conceito de certos personagens do Tekken por serem meros brinquedos. Um achado divertido na set list da placa Naomi.

Gushiken:

→ PPPPK
         PPK
        ↓KK
    ↓←K
     →→K
   →↓K
  ←←K
↖ (movimento extra)

Roux:

↘PK
↘KK
←→ K
 ←↓P
 →↓↘K
  ←←P
  KP+K
 ←P+K


Cymbals:

PP
→→P↘P
↘KP
↓P
↙PP
↗PP
↘P
←PP


Peet:

         PK
↘KK
         ↑K
    PPKK
      PPK
   ←←K
↓KK
        KK


Kaeruman:

       ←PPP
      ↓
        →→P
       ↓↓
↗P
↘KK
           ↓↑K
      ↑PPPP


Nejibird:

       ←PPP
      →PKK
       ←KPP
↘P
       →→P
       ←←K
             ↑P
       ↓PPPP


Hero:

↘K
          ←←K
          →→K
     →→P+K
↗K
   ←↓→P+K


Mifune:

       ↑P
  →PK
←KKK
     PPK
     ↓PK
     ↓↓
      →P
↓K


Vitamin: 

←PPPP
PP→P
↑K
→↓↘P
PK
→PPK
↘PP
↓P←P



Nota: Alguns ataques, caso não funcionem, é porque requerem algum eventual detalhe como proximidade, estar no ar etc.. Os dizeres em japonês estavam complicados de interpretar, por isso alguns serão no chutômetro mesmo.



5 comentários:

  1. Uau, parece ser muito divertido! O lance de ser uma luta de brinquedos deixa o jogo mais divertido, tem até as embalagens e tudo kkkkkkkk
    Quando for jogar com certeza eu volto aqui para pegar os golpes.

    ResponderExcluir
  2. Esse parece bom, pena que meu pc não roda Naomi.

    ResponderExcluir
  3. Cara, Virtua Fighter genérico esse? kkkkk
    Foi no embalo total do jogo com Toy Store, definitivamente.
    Sabe o que é engraçado? Eu lembro do logo do jogo, a imagem me é familiar, mas não totalmente. Acho que minha memória já não é mais a mesma! rs
    Pena que cancelaram o port pra DC.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, ele tem bastante peculiaridades fugindo da sina de ser mero clone do Virtua, vale a busca. Uma pena mesmo, podiam ter portado pro console.

      Excluir